top of page

AACSP planeja ações de 2023

Atualizado: 29 de mar. de 2023

Nova diretoria, eleita em julho do ano passado, aproveitou o último semestre para se aproximar das atividades folclóricas e culturais mantidas pela entidade


A nova diretoria da Associação Artístico Cultural São Pedro (AACSP) já iniciou seu cronograma de reuniões para definir os projetos que serão realizados ao longo de 2023. Eleitos em julho do ano passado, os dirigentes aproveitaram o último semestre para se aproximar das coordenações e demais participantes dos grupos folclóricos e das iniciativas culturais mantidas pela entidade.

Em mais de 30 anos de história, a AACSP é a realizadora do espetáculo “Paixão e Morte de um Homem Livre”; congrega os grupos folclóricos “Alle Tanzen Zusammen” e “Tutti Buona Gente”, e apoia iniciativas culturais como o “Maibaum” e o Festival de Danças, em Guabiruba.

“No ano passado buscamos uma maior integração com o poder público, através da Fundação Cultural de Guabiruba e entidades como a Associação Visite Guabiruba (Avigua). Nos colocamos à disposição para participar dos eventos da cidade, como a “Stadtplatzfest”, a “Biergatenplatz” e o Desfile de Natal. O nosso propósito é evidenciar mais a atuação da AACSP, que tanto fomenta iniciativas culturais para os moradores do município e da região”, afirma o presidente da AACSP, Sérgio Valle.

Segundo ele, nas próximas semanas será definida a equipe base do espetáculo “Paixão e Morte de um Homem Livre”, edição 2023/2024, assim como a adequação das atividades, conforme os calendários dos grupos folclóricos e do Maibaum, a Árvore de Maio, que, pela quarta vez, será erguida na rótula do início da Rua Brusque, no Centro de Guabiruba.


Teatro da Páscoa

Sobre o espetáculo “Paixão e Morte de um Homem Livre”, a diretoria da AACSP adianta que as conversas para a formação da equipe já estão sendo feitas. O prazo é curto: em 40 dias deve ser apresentado o roteiro do teatro, sempre inédito a cada nova edição.

“Estamos definindo a equipe de direção do espetáculo e as demais coordenações que integram o projeto. Isso vai nos apontar como serão feitas as escolhas para o elenco que, neste primeiro momento, seleciona apenas os atores voluntários que passarão pela gravação de falas”, informa o presidente.

Como em edições anteriores, a preparação para o teatro vai exigir muito trabalho ao longo do ano. A expectativa é que aconteçam oficinas com auxílio de parceiros do setor cultural, que apoiam a preparação dos atores, e das demais coordenações. Enquanto isso, equipes como a de figurino, maquiagem, cenografia, entre outras, devem se empenhar na entrega de detalhes exclusivos, que dialogam com a nova narrativa proposta.


Parque Municipal

Na última edição do “Paixão e Morte de Um Homem Livre” (2022), no bairro Aymoré, foi anunciado que, possivelmente, o espetáculo de 2024 seria no Parque Municipal, cujas obras são planejadas pelo Executivo de Guabiruba.

“Nós temos que estar preparados para esta mudança”, afirma Sérgio, acrescentado que o tema ainda será discutido em reuniões da diretoria.

“Neste momento, a nossa principal preocupação é com a relação do palco e da plateia. Há algumas edições temos percebido que, quem fica mais afastado, tem dificuldade de visualizar os detalhes e as expressões de cada cena”, destaca.

De acordo com o presidente da AACSP, o desafio está na criação de um novo formato de palco, que seja compatível, tanto com a instalação no Parque Municipal, quanto no bairro Aymoré e que traga, sobretudo, mais sustentabilidade na sua execução. “Isso parece simples, mas toda a construção do roteiro, do elenco e dos ensaios passam por estas decisões que precisaremos tomar em breve”, comenta Sérgio.

O uso de telões instalados mais ao fundo da plateia também não está descartado. Porém, isso dependerá de transmissão online e de câmeras fixas no palco, exigindo mais atenção aos detalhes de figurino, maquiagem, fala e expressões dos atores.

13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page